This is pedro lains's Typepad Profile.
Join Typepad and start following pedro lains's activity
Join Now!
Already a member? Sign In
pedro lains
Economia e História Económica
Recent Activity
Fundos estruturais e reformas estruturais (sensatas) podem ser duas faces da mesma moeda, mas o actual Governo não jogou esse jogo. Por uma razão: é que o bom uso dos Fundos tira fundamento ao mau uso das ditas reformas. A... Continue reading
Posted 4 days ago at Pedro Lains
A história ainda popular sobre a crise portuguesa e europeia do euro, cheia de vida desde 2008, baseia-se em imagens ou alegorias acessíveis a todos os que não entendem de economia ou que não querem gastar o seu precioso tempo,... Continue reading
Posted Oct 20, 2014 at Pedro Lains
Why did Britain's political class buy into the Tories' economic fairtale? "(...) the Conservative party’s narrative on the UK economy [has been bought by a large proportion of the British voting public. They say they trust the Conservatives more than... Continue reading
Posted Oct 20, 2014 at Pedro Lains
Não é fácil, há muita informação escondida, muito erro pelo meio e alguma falta de ferramentas de análise. Mas há uma coisa que é certa e certíssima. Este orçamento aumentou o défice em duas décimas, relativamente ao previsto, e exagerou... Continue reading
Posted Oct 16, 2014 at Pedro Lains
Obrigado pela Ameco, caro LA-C. Mas a MFL e outros disseram outra coisa. Em conclusão, à volta de 3%, fechados, há pelo menos uns 5 desde o euro.
1 reply
2008?
1 reply
- A Ministra chegou meia hora atrasada: 17 valores - Não é inconstitucional: 12 valores - O tom do discurso é honesto: 14 valores - Enganou-se ao dizer que é o primeiro défice abaixo de 3% desde não-sei-quando: 4 valores... Continue reading
Posted Oct 15, 2014 at Pedro Lains
Desde há uns tempos que andava por aí o anúncio oficial, várias vezes repetido, de que o combate à fraude e à evasão fiscal estava a ser um sucesso. A coisa soava ao "Portugal não é a Grécia", mas faltava... Continue reading
Posted Oct 14, 2014 at Pedro Lains
O Governo, finalmente, desistiu de fazer um Orçamento. O modelo económico, cem por cento teórico, que substituiu a experiência, não deu à primeira vez, nem à segunda, muito menos à terceira e, então, desiste-se. Só mesmo com muita imaginação se... Continue reading
Posted Oct 13, 2014 at Pedro Lains
Quem está a fazer o Orçamento de Estado para 2015? Pois. PS: Poul Thomsen ajuda a responder. Continue reading
Posted Oct 8, 2014 at Pedro Lains
Deixando uma parte importante da história institucional de lado, em 1977, Portugal assinou um acordo com o FMI porque, como se diz na linguagem oficial errada de hoje, não havia dinheiro para pagar salários e pensões. As coisas estavam a... Continue reading
Posted Oct 8, 2014 at Pedro Lains
Os CTT eram do Estado e foram privatizados, há coisa de um ano, a 5,12 euros cada acção. Hoje, cada acção vale cerca de 7,6 euros (e já valeram 8). Aquilo era mesmo bom e era do Estado. Afinal, há... Continue reading
Posted Oct 6, 2014 at Pedro Lains
A pergunta da moda é: - O que quer Costa para o país? Aparentemente, ninguém sabe e ele, ao que parece, não explica. A pergunta é boa, tão boa que vale a pena repeti-la. O que quer Obama para o... Continue reading
Posted Oct 3, 2014 at Pedro Lains
Dos primeiros, eram estes que tinha em mente, mais ou menos por ordem de importância: http://www.bportugal.pt/en-US/EstudosEconomicos/Publicacoes/outras/Tumbnails%20List%20Template/Complete%20publication.pdf http://www.wook.pt/ficha/challanges-ahead-for-the-portuguese-economy/a/id/1532894 http://www.wook.pt/ficha/sem-fronteiras/a/id/3348150 http://www.wook.pt/ficha/a-economia-portuguesa-na-uniao-europeia-1986-2010/a/id/15602843 http://www.wook.pt/ficha/o-impacto-do-euro-na-economia-portuguesa/a/id/190720 PL
Toggle Commented Oct 3, 2014 on O embaraço da escolha at Pedro Lains
1 reply
A troika veio, teve enorme ajuda interna, mais ou menos forçada, fizeram o diagnóstico, fechados em gabinetes, e juntaram uma série de medidas. Não ouviram ninguém do terreno. Aliás, esnobaram toda a gente. E tinham uma Ministra especialmente incompetente para... Continue reading
Posted Oct 2, 2014 at Pedro Lains
"But there was little discussion of the academic evidence showing that modest increases in the minimum wage do not necessarily destroy jobs and may in fact decrease inequality, draw more people into the formal workforce and spur productivity. 'No one... Continue reading
Posted Sep 30, 2014 at Pedro Lains
No dia em que o primeiro Orçamento de Estado do actual governo foi apresentado, ficou logo claro que tinha de haver alternativa. Ainda hoje me pergunto - e esta é forma mais correcta - quais eram verdadeiramente os pressupostos de... Continue reading
Posted Sep 27, 2014 at Pedro Lains
Image
Temos neste momento um conjunto de pelo menos cinco livros de investigação sobre a economia portuguesa, publicados nos últimos dois ou três anos, que vale muito a pena ler, e um outro conjunto de cerca de 20 livros, de ensaio,... Continue reading
Posted Sep 24, 2014 at Pedro Lains
Toda a gente está preocupada mas agora de melhor forma: afinal há alternativa, e já se discute qual ou quais serão. Estive a ler com atenção os três (haverá um quarto) artigos saídos recentemente no "Público" e intitulados "Portugal: objectivo... Continue reading
Posted Sep 22, 2014 at Pedro Lains
Um dia ouvi e nunca mais esqueci isto: "Há os que pensam e não escrevem e os que escrevem e não pensam". Não é fácil conseguir o equilíbrio entre pensar e escrever. E é por isso que às vezes este... Continue reading
Posted Sep 22, 2014 at Pedro Lains
Isto tem de ser dinâmico. A repetição dos mesmos cortes não são mais cortes. Acabar com um corte significa um "estímulo" no ano em que se acaba. Isto é, o governo corta em 2012 e tem de continuar a cortar todos os anos seguintes para se manter o efeito. Se pára o corte, funciona como injectar mais dinheiro na economia. Não é fácil de explicar, compreendo. Mas é por estas e por outras que a política de cortes é tão absurda. Passos não percebeu isso no início e acreditava que os cortes eram por 1, 2 anos, mas Gaspar explicou-lhe.
Toggle Commented Sep 14, 2014 on Falsa partida at Pedro Lains
1 reply
No início, este blogue tratava sobretudo da crise internacional e da economia portuguesa, sem grandes preocupações de política interna. Depois, veio o governo mais radical desde Vasco Gonçalves e o blogue preocupou-se em mostrar que a austeridade que estava a... Continue reading
Posted Sep 12, 2014 at Pedro Lains
Caro Diogo, A sua questão é muito pertinente e, na verdade, o efeito de que falo depende em grande medida do que diz. E não tenho números para lhe responder, dado que pouco conheço da economia francesa. Todavia, nas duas vezes de que sei alguma coisa e em que houve um relevante aumento de gastos do Estado, o governo francês teve de desvalorizar a seguir, para conter os desequilíbrios externos. Foi o caso De Gaulle, em 1968-69, a seguir a Maio de 68, e Miterrand, nos dois primeiros anos do governo de coligação como o PCF, em 1981-82. Algures na crise do SME, no início da década de 1990, terá acontecido algo de semelhante. Claro que desta vez poderia ser diferente, mas será pouco provável. Entretanto, recordo que os governos não decidem propriamente onde gastar o dinheiro quando abrem os cordões à bolsa, pois é difícil ou impossível escolher nacional em mercados de bens e serviços tão abertos ao exterior. Mas, sim, a sua questão é muito importante. Abço
Toggle Commented Aug 30, 2014 on O não-mistério Hollande at Pedro Lains
1 reply