This is Khanga Hanha Muzai's Typepad Profile.
Join Typepad and start following Khanga Hanha Muzai's activity
Join Now!
Already a member? Sign In
Khanga Hanha Muzai
Recent Activity
Hoi Mozambique Boa tarde Minha gente não ficarei em divida com minha consciência, venho cantar hôudes a estupidez que desfila de forma carnavalesca ao longo do país inteiro do Rovuma ao Maputo do Zumbo ao Indico, com a exclusão dos distritos de Macomia, Mocímboa da Praia. Muidume & companhia (distritos órfãos de um Governo Responsável. Sim moçambicanos, quando uma equipe de ladroes se organiza e de forma compulsiva arregimenta/captura as forças armadas nomeadamente as FADM & PRM para de forma animalesca servir aos seus mentores LADRÕES gerados e irradiados em Moçambique por Naxingueia. Assistimos impávidos e serenos o estupro coletivo do sonho de um povo, venderam-nos gato por lebre no processo foram apadrinhados pelo CAPITAL que ávido de continuar com a sangria da nação moçambicana, ignora o choro dos filhos desta pátria, ignoram o sangue que continua a jorra na família Moçambique, ignoram a fome que mata sem piedade, ignoram a violação dos direitos humanos em Moçambique, por causa de um punhado de barris de petróleo o conceito nação/país foi substituído pelo conceito dumbanengue. Sim moçambicanos, estou estupefacto com as ovelhas que somos nós, bem emparelhados e empacados a caminho da matadora que teve lugar no dia 15/10/2019, fomos violados de forma animalesca, sim, o que a maioria chamou de eleições presidenciais não passou de processo de abate/assassinatos em massa das espectativas do povo, do sonho da nação. Ao aceitar-se o teatro escabroso, o imaturo acordo de cessação de hostilidades do dia 6 de agosto la em Gorongosa, abrimos espaço para tudo que estamos a assistir hoje nomeadamente: Total irresponsabilidade do ESTADO-PARTIDO que no caso vertente concorrente as eleições sob a capa de Partido FRELIMO, na sequência usou e abusou dos meios dos estado na sua campanha eleitoral o que por lei seria proibido num país de verdade, por ser um governo intolerante, incompetente, agressivo e opressor, simplesmente não liga as denuncias que chovem de todos os lados, para agravar mais a situação eis que as Instituições de Justiça, aquelas que seriam as guardiãs da legalidades vão-se prostituindo e compactuam com a ALA do MAL por isso que a FRELIMO começou a competir com o movimento dos insurgentes e Nhogos no caso, só para ver-se quem mata mais moçambicanos, pelo jeito a FRELIMO produziu um saldo de +/- 20 mortes e mais de uma centena de feridos, habituada ao faz de contas arrastou muitos populares vindos de outras paragens para engrossar a famosa “onda vermelha”, como não podia deixar de ser acidentes desfilaram ao longo do país ceifando vidas, a FRELIMO, sabendo que não encheria os Showmícios de seus membros, andou a prometer guloseimas aos famintos moçambicanos bastando para efeito fingir que eras da FRELIMO e que o seu ídolo era o Nyusi, a isto adicionava-se garantias de transporta-los da origem ate aos Showmícios e de seguida leva-los de volta, estes reforços da fome eram dados bebidas e os mais sortudos ate receberam refeições como pagamento pelo teatro em voga-campanha eleitoral. Hoje, ido já algum tempo, depois do bacanal e orgias insanas do STAE+CNE+Tribunais distritais+ CC+FRELIMO, Moçambique mais uma vez encontra-se de saia justa com o futuro mais incerto que nunca, neste momento a região centro está em chamas a região norte está em chamas o sistemas politico nacional está em chamas, a credibilidade de uma nação inteira está em chamas, entretanto, anda ai gente a dizer que este pais tem tudo para dar certo, vê-se pode? Todos os dias moçambicanos perdem seus familiares e por mais estranho que pareça jovens que não se vivendo em nação vão se filiando as FADM, INSURGENTES e agora ao NHONGO só para engrossar a fila da carne de canhões, pergunto se vale a pena morrer estes maltrapilhos? Estará hoje algum moçambicano em condições de chamar esta nação sua? Com a exceção da FRELIMO e a sua corja de larápios, que são os podem outorgar-se ao direito de chamar este Moçambique sua pertença. Quando vive num mundo materialista como e o nosso caso fica-se sem ajuda pois os possíveis salvadores e ou pressiona-dores a favor da paz, são os mesmos que estão atrás do petróleo, gaz, rubis, carvão, diamantes, Ouro, areais pesadas, iguarias do mar, as praias paradisíacas. Por causa destes interesses os Asiáticos, Europeus e Americanos todos acabaram se mancomunando com a FRELIMO só para poderem beneficiarem da preferência do IRMAOS METRALHAS, ao tomarem essa decisão, criaram condições para a FRELIMO perder qualquer receio que pudesse ter perante a comunidade internacional, por conseguinte, ela tronou-se um superpartido que entre os corredores vai leiloando o nosso país como se de amendoins se tratasse. Moçambique deve, tem que, impera aceitar que está perante um Governo Corrupto, Bandido, Maquiavélico, Gatuno, Fora-da-lei, Selvagem, homicida e putrefacto, o cambalacho da dividas ocultas mostrou como se destrói um país, como se empobrece um país, como se empurra um povo para uma calamidade social pulando de desgraça em desgraça de forma irreversível, a FRELIMO tem na sua agenda este objetivo deixar todos moçambicanos de rastos e prontos para a terceira colonização que já iniciou agora vinda do oriente. Ontem, disse “vocês também vão cair” Lembrem-se bem disso (Que a vossa sorte não seja do daquele presidente ate violaram a sua esposa) Eu, Choro e calo, volto a chorar e calar ate quando? Khanga Hanha Muzai
Atenção FRELIMO; Atenção FRELIMO o povo está a ver e ouvir saibam que o povo ainda subsistira mesmo depois da vossa era Crises econômicas, conflitos armados e denúncias de corrupção estão entre os principais motivos para a interrupção de mandatos presidenciais mundo afora. Listados 19 países cujos presidentes renunciaram ou sofreram impeachment desde a década de 1990: Primavera Árabe foi marcada pela deposição de diversos líderes do Oriente Médio Guatemala - Otto Pérez Molina (2015) e Jorge Serrano Elías (1993)- Molina governou por três anos e renunciou em meio a protestos, acusado de corrupção. Foi preso e aguarda julgamento. Outro líder guatemalteco a renunciar, Elías deixou o país após fracassar sua tentativa de dissolver o Parlamento e a Corte Constitucional do país. Ucrânia - Viktor Yanukovych (2014) - Foi destituído pelo Parlamento em meio a protestos contra sua recusa em conduzir o ingresso da Ucrânia na União Europeia. A repressão às manifestações causou pelo menos 88 mortes. Yanukovych está exilado na Rússia. Paraguai - Fernando Lugo (2012) e Raúl Cubas (1999)-Lugo foi destituído pelo Congresso, acusado de mau desempenho de funções após a morte de 11 camponeses e seis policiais numa ação de reintegração de posse. Em 1999, o então presidente Cubas também deixou o posto durante conflitos com o Legislativo e o Judiciário por decidir libertar o general Lino Oviedo (preso por um motim em 1996). Tunísia - Zine El Abidine Ben Ali (2011); Líbia - Muammar Khadafi (2011) ; Egito - Hosni Mubarak (2011) e Mohamed Morsi (2013)- Ben Ali, Khadafi e Mubarak, que assumiram o poder em golpes de Estado e governaram por décadas, foram derrubados por revoltas populares na Primavera Árabe. No Egito, outro golpe de Estado tirou do poder o primeiro presidente egípcio democraticamente eleito, Morsi. Na Líbia, a queda de Khadafi desencadeou uma disputa territorial entre milícias e clãs rivais. Já a Tunísia parece ter realizado uma transição democrática bem-sucedida com a eleição de 2014. Costa do Marfim - Laurent Gbagbo (2011)-Governou o país por dez anos até ser capturado durante um conflito armado por forças opositoras apoiadas pela França. Gbagbo foi extraditado para a Holanda, onde está sendo julgado pelo Tribunal Internacional de Haia. Honduras - Manuel Zelaya (2009)-Foi destituído pelo Congresso, acusado de tentar mudar a Constituição para ampliar seu mandato. Detido por militares, foi deportado para a Costa Rica. Em 2013, sua esposa, Xiomara Castro de Zelaya, concorreu à Presidência hondurenha, mas perdeu. Zelaya hoje é deputado no Parlamento Centro-Americano. África do Sul - Thabo Mbeki (2008)-Após se reeleger à Presidência em 2004, Mbeki perdeu a eleição para a chefia de seu partido, o Congresso Nacional Africano (ANC). Ele renunciou a pedido da sigla após denúncias de que havia tentado prejudicar seu principal oponente – o atual presidente sul-africano, Jacob Zuma – na disputa pelo comando do partido. Paquistão - Pervez Musharraf (2008)-O general, que assumiu a Presidência após um golpe de Estado em 1999, sofria a ameaça de impeachment ao renunciar e se refugiar em Londres. Em 2013, foi acusado na Justiça paquistanesa pela morte de sua opositora Benazir Bhutto, em 2007. Equador - Lúcio Gutiérrez (2005), Jamil Mahuad (2000) e Abdalá Bucaram (1997)- Gutiérrez foi deposto em meio a protestos, acusado de interferir para favorecer o ex-presidente Abdalá Bucaram em seu julgamento por corrupção. Bucaram teve o mandato cassado pelo Congresso após adotar medidas impopulares para cortar gastos. Mahuad, que governou entre os dois e hoje mora nos EUA, renunciou pressionado por protestos de indígenas e uma revolta de militares. Em 2014, foi condenado a 12 anos de prisão por corrupção. Bolívia - Carlos Mesa (2005) e Gonzalo Sánchez de Lozada (2003)-Lozada enfrentou protestos de sindicatos por, entre outros motivos, querer erradicar a folha de coca e exportar gás natural por um porto no Chile, rival histórico boliviano. Após confrontos que causaram dezenas de mortes, renunciou e se exilou nos EUA. Seu sucessor, Carlos Mesa, foi incapaz de conter as turbulências e também deixou o posto. Libéria - Charles Taylor (2003)-Taylor teve o governo abalado pela denúncia de que cometera crimes de guerra e contra a humanidade em conflito na vizinha Serra Leoa. A pressão internacional e a eclosão de uma guerra civil na Libéria o fizeram fugir para a Nigéria. Em maio de 2012, foi condenado por uma corte internacional a 50 anos de prisão. Desde então, está preso na Grã-Bretanha. Argentina - Fernando de la Rúa (2001)- Renunciou durante uma revolta popular que deixou 23 mortos, provocada por uma crise econômica. Após a saída, três presidentes assumiram o posto interinamente até a Assembleia Legislativa eleger Eduardo Duhalde, em 2002. Peru - Alberto Fujimori (2000)-Governou por dez anos antes de ser deposto e abandonar o país rumo ao Japão, em meio a protestos por denúncias de corrupção. Em 2005, foi preso em visita ao Chile e extraditado para o Peru. Foi condenado à pena máxima de 25 anos por corrupção e participação em grupos de extermínio, entre outros crimes. Rússia/União Soviética - Boris Yeltsin (1999) e Mikhail Gorbatchev (1991)- Após promover várias reformas que levariam à dissolução da União Soviética, Gorbatchev sofreu um golpe de Estado. Ele conseguiu retornar ao cargo, mas teve a liderança comprometida e extinguiu seu posto, entregando o poder ao então presidente da Rússia, Boris Yeltsin. Yeltsin governou por oito anos e renunciou desgastado por uma grave crise econômica e tentativas de impeachment. Ruanda - Juvénal Habyarimana (1994)-Presidiu o país por 20 anos, até ser morto quando o avião em que viajava foi alvejado (o atentado também matou o presidente do Burundi, Cyprien Ntaryamira). O assassinato acirrou as tensões étnicas que desencadearam o Genocídio de Ruanda, em que até 1 milhão de pessoas morreram. Venezuela - Carlos Andrés Pérez (1993)-Foi destituído pelo Congresso, acusado de desviar dinheiro de um fundo presidencial. Antes do impeachment, sofreu duas tentativas de golpe de Estado em 1992, uma delas liderada pelo então capitão Hugo Chávez. O próprio Chávez sofreria uma tentativa de golpe após se eleger presidente, em 2002. Brasil - Fernando Collor de Mello (1992)-Governou por dois anos até sofrer um impeachment pelo Congresso, acusado de corrupção. Em 1994, o Supremo Tribunal Federal o inocentou das acusações por falta de provas. Voltou à vida pública em 2007 ao se eleger senador, cargo que ocupa hoje. Vocês também vão cair Khanga Hanha Muzai
Correições ortográficas Mimbire Boa tarde Não foste a única minha Irma, todos fomos estuprados de forma vil, depois dirão que somos pacíficos certamente no vocabulário desse bando, passividade é igual a ignorância e subserviência. Este Moçambique é doze para elefantes. Já nem lágrimas tenho para enxugar pelo que vou definhar na agonia de ser humilhado e como se não bastasse ainda emitem um certificado coletivo de otário para todo povo, minha Irmã, isso é resultado de uma certeza " ninguém fará nada", eles continuarão a governar os patos de alguém. Ya Moçambique, Ya Moçambique. Khanga Hanha Muzai
Mimbire Boa tarde Não foste a única minha Irma, todos fomos estuprados de forma vil, depois dirao que somos pacíficos certamente no vocabulário desse bando passividade e igual a ignorância e subserviência. Este Moçambique é doze para elefantes. Já nem lagrimas tenho para enxugar pelo vou definhar na agonia de ser humilhado e como se não bastasse andem emitem o certificado coletivo de orário para todo povo, minha Irma isso resultado de uma certeza " ninguém fara nada" e eles continuarão a governar os patos de alguém. Ya Moçambique, Ya Moçambique Khanga Hanha Muzai
Hoi Caro Sr. Frank Bom dia Imensamente grato pela pronta correição, fiz sim um tremendo mau juízo dos seus ditos confundi com os famosos Acordos de Roma não sei por que carga de água, peço-lhe encarecidamente seu perdão. A César o que e de César & a Deus o que é de Deus. Abraços Sr. Frank Khanga Hanha Muzai NB: Agradeço as imagens do Acordo da Vergonha já não tinha a imagem viva foi bom rever o facto.
Meu Mocambique boa tarde cumprimentos extensivos aos comprometidos com a verdade. Hoi Caro Sr. Frank Boa tarde Sou acérrimo apreciador das suas dissertações e cogitações, concordo plenamente com o acima exposto, sugiro, no entanto, que retifique a referencia a Samora Machel, acredito que a assinatura dos acordos de paz – ROMA não tiveram o beneplácito de Samora Machel, pois, por essas alturas ele já era falecido na sequencia do acidente de Mbuzine, estarei errado? Outro reparo que peco encarecidamente para que o encare como um gesto visando a reposição de factos que por vezes dependendo da fonte usada podemos sem querer passar uma informação menos certeira, no caso me refiro ao seguinte: Citação “O objetivo central destas operações é castigar as populações que apoiam os rebeldes.” fim de citação. Eu entendo uma coisa que me parece ser incontestável pois na Guerra a historia de que o povo apoia “A” ou “B”, não constituem de todo verdade porque não se tem como sonegar e ou mostrar oposição a um individuo armado que mata sem cerimonias e nem piedade, falo de grupos de pessoas de decapitam seus semelhantes esquartejando-os em pedaços como se de frangos e ou cabritos se tratasse, perante a este tipo de bárbaros não se tem escolha você apoia enquanto essa atitude te permitir viver, dessa forma a FRELIMO reclamou apoio do povo na luta de libertação nacional, no entanto conheço gente que chamou a FRELIMO de ladroes de comida porque se você negasse eles consideravam-te contrarrevolucionário, igual procedimento foi da RENAMO e não seira diferente com Allshabaab não, agora mais uma vez contra factos não temos argumentos. A artilharia não escolhe alvos individuais visa destruição em massa/grupo via explosões dos obuses, projéteis disparados a uma certa distancia que podem ser 4,5,6,7,8,14 quilómetros, a essa distancias não e possível aferir se esta mantando povo ou rebeldes, muitas vezes os inocentes são as vitimas mais certeira porque os REBELDES esses sim sabem aplacar, entrincheirar-se, fugir na direção oposta a dos disparos pelo o povo sim e a principal vitima deste descalabro. Estamos juntos mano FRANK. Khanga Hanha Muzai
Hoi Mozambique boa tarde meu povo contra facto nao temos argumentos. Eis a verdade Com a robustez económico-fi nanceira do Estado que se perspectiva para breve, o partido Frelimo irá escravizar o povo e os recursos naturais – gás natural, petróleo ainda em prospecção, minerais, etc., - servirão para amaldiçoar o povo de Moçambique, como acontece em vários países africanos em que as riquezas nacionais servem para enriquecer as elites do partido governamental e consolidam regimes corruptos, autocráticos e ditatoriais. Dizer mais o que? Khanga Hanha Muzai
Toggle Commented Oct 25, 2019 on Tempos difíceis por vir! at Moçambique para todos
Ilustre JJLaborett Bom dia cidadão do mundo, cumprimentos extensivos aos comprometidos com a verdade, bem-estar e paz. Regozijam-me seus elogios, principalmente por terem proveniência que tem, sei-o de saber sabido que destino quis que fosses um Brazuca-Mozambkus, o que o torna também meu conterrâneo e consequentemente irmão e compatriota, dai que lhe cabe toda autorização celestial e terrena para que de Moçambique e dos moçambicanos fales com autoridade, vi e li exposições suas a dado momento que mostravam o seu desânimo pelo facto de nada estar a mudar na direção certa mas sim piorando como se o Duba-Dubá, nhangatinhoso, diabo, bicho de mil cabeças tivesse sido parido em moçambique, o seu desalento anunciava de certa forma o cansaço pois a esperança já ia muito longe e desvanecia no horizonte quebrando assim a sonhada promessa de Moçambique brilhante, prospero, harmonioso e Democrático. Hoi meu cara, como diriam os Brazucas, eu também cai nesse abismo do desespero pois nada mesmo nada aparentemente nos tirará das amarras deste inferno chamado Momade-Nyussi, esta parelha tem tudo pronto para de uma só catanada empurrar Moçambique para idade da pedra mergulhando-nos no meio de 4 guerras que irão decorrer em simultâneo, nomeadamente: -Alshabaab (agora em cabo delgado, Niassa e Nampula segundo os entendidos já temos guerra). -Gen. Nhongo (agora a região centro do país está-se em standby a qualquer momento VukuVuku) -Esquadrões de morte (não se sabe mandatados por quem, facto é que estamos a morrer e o assassino não tem cara nem dono, esta é uma forma de guerra sem quartel por isso de tempo em tempo lá aprecem valas comuns, corpos debaixo das pontes, corpos abandonados no mato, assaltos a mão armada nas vias publicas. -Ossufo e sua RENAMO também são uma espécie de bomba relógio que não sabemos ao certo quando ira explodir. Diga-me ilustre JJLaborett, como se safa um povo cercado desta forma? A Operação nó-górdio de Khauza de Arriaga vai parecer brincadeira de crianças quando nosso Moçambique começar a estoirar por todos os lados, sem, contudo, esquecer que este negocio de mata-mata pode virar cultura estabelecida de tal forma que amanha seremos iguais aqueles outros que nunca param de se matar no meio orientes, Sudão e Zaire. Estás a ver Eng. JJlaborett? O que um moçambicano armado so palavras faz? Chora Mano, Chora e Chora, que triste sina….. Khanga Hanha Muzai
Cambada de Vampiros pró-sangue, pró-guerras, pró-desordem social Ilustre Internautas Respeitados escribas da Casa Bom dia se é que pode se achar algum dia bom em Moçambique Nhandayeyou-Socorro meu povo Valerá alguma pena, ter pena do Momade? Para tudo na vida existe um limite, o Sr. Momade não soube dosear da gula de assumir o poderá rapidamente, ele, escangalhou a RENAMO do Dlakama pensando que desta forma ele viraria um DEUS de noite para dia como era o caso de Dlakama que, entretanto, teria granjeado tanta simpatia do povo na sequencia da sua imutabilidade e frontalidade com que se batia perante seu inimigo visceral “FRELIMO”, Momade mafiado pelos mestres do filé-minhóut/beefs de 1ª classe, residentes no Parlamento (Os Madgibires, Manteigas e a fauna acompanhante), Momade enveredou por uma via de confrontação direta com seu correligionários ao invés de nestes, consensos, buscar o suporte moral e material dos “RANGERES de DLAKAMA”, na sequencia não avaliou as repercussões e nem os timings associados aos eventos agendado nomeadamente “DDR e Eleições”, para agravar a situação apressou-se a firmar acordos prostitutos despidos de qualquer viabilidade de se tornarem um facto, sabe-se que não havia como conciliar o calendário de desmobilização com o calendário eleitoral “o choque, a confusão, o falhanço era evidente”, uma vez que a contraparte FRELIMO boa na dança da cintura nunca equacionou a partilha do poder de forma alguma com ninguém, esta, não mudou de apanágio deste os primeiros pleitos deixou claro de que a RENAMO não governaria este país. Aliás, moçambicanos, permitam-me que o diga e bem alto desta feita a FRELIMO esteve coroada de todas as razoes do mundo para não perder estas eleições aliciando todos e viciando os resultados, a FRELIMO de dorminhoca não tem nada, pensem comigo, se a FRELIMO deixasse o destino do seu futuro nas mãos do povo todos sabemos qual seria o resultado por isso que nestas eleições VALEU TUDO ate matar debaixo do sol perante uma plateia sem fim foi valido, como foi o caso do Matavél, Era tácito de que caso a FRELIMO perdesse as eleições a antiga cúpula do bureau politico a atual do Comité Central iriam sem exclusão de ninguém a CADEIA por cometimento de diversos crimes de sangue, crimes financeiros e patrimoniais, aliás os candidatos da oposição em seus discursos fizeram questão de enfatizar isso afirmando que lugar de ladroes era na cadeia e faltavam ainda outros que vivem em palácios, essa dos palácios parece-me que era dirigida particularmente ao candidato do batuque e da maçaroca, isso agravou o sentimento de medo da FRELIMO que intensificou as artimanhas, subterfúgios e passes de magica para que a urnas inchassem de votos vindos de outra galáxia, isso veio a confirmar-se com a anunciada vitória retumbante e esmagadora dos irmãos metralhas. Eu na minha ignorância acreditei que um dia o feitiço iria virar-se contra o feiticeiro e porque as lagrimas dos justos não rolam no chão em vão, eis que não precisei ir a nenhum macumbeiro para provar que estava certo quando fiquei apavorado e aborrecido com as brincadeiras da cisão da RENAMO por via do General Nhongo, a confusão arrumada pelos Ossufo, Madgibires, Manteigas, Herminio e Companhia concorreu sobremaneira para que Nyussi crescesse exponencialmente perante seus adversários, contribuiu para que os membros da RENAMO e seus simpatizantes perdessem o norte em virtude de o Ossufo não representar a RENAMO de Dlakama mas sim a RENAMO dele e mais um punhado de novos gulosos, Agora é bastante caricato e contraditório que o Presidente da RENAMO das Assembleias venha pedir a reposição da verdade eleitoral tendo sido ele o principal promotor desta bacalhoada malcheirosa e total que estamos a ouvir e viver, o Sr. Ossufo, deveria estar feliz porque contribuiu com todas as suas forças para a FRELIMO lograr seus intentos, contribuiu para destruir a mais soberana oportunidade que DEUS alguma vez deu a partidos moçambicanos de oposição, nunca antes a FRELIMO fora servida de bandeja para oposição, a FRELIMO não tinha argumentos moralmente validos, o projeto politico apresentado ao longo da campanha pela FRELIMO equivale a um disco furado de vinil que a agulha não passa daquele ponto e fica repetindo o mesmo trecho, mas, a oposição tinha tudo e mais alguma coisa para provar ao povo que uma alternativa era o que se recomendava mostrando toda a caca-bosta dos batoteiros incluindo o facto de o ladrão mor das dividas ocultas continuar a ser o próprio presidente da Republica Sr. Nyussi. Os vizinhos diriam fazer mais como? Resignar-se e ou cometer um suicídio talvez seja o antidoto para tanta dissonância ideológica provinda daqueles que deveria ser a solução. ………No retiro, o esforço de conter-me para não praguejar, gritar, bufar/peidar foi inglório pois ficou mais do claro que sou sim um ser pensante, certo ou errado o exercício de pensar resulta de um acto involuntário igual ao acto de respirar, bocejar, chorar, comer, urinar e ou defecar, estes são acto que ocorrem fora do controle humano pois fundamentam-se na atividade biológica no individuo, acabei falando que essa razão me perdoe pois sou o “desespero” em pessoa, fazer mais o quê? Os porcos estão no palácio preparem-se moçambicanos do tal palácio só vem bosta mesmo. Khanga Hanha Muzai
Hoi Mocambique Boa tarde Palavras do Kota Moises “Com este homem na dianteira a Renamo perdeu muita consideraçao, respeito e estima e colocou-se no mesmo nivel com a desgraçada Frelimo” fim de citação Bem dito kota Moises Já que os pretos quanto as posições de chefia nunca são eleitos pois os espíritos dos seus ancestrais reclama o poder como herança étnica-tribal, as tantas o tal do Ossufo deve pensar que herdou a presidência da RENAMO nos seus xipocos macuas, eu continuo a pensar que a RENAMO desta vez se ferrou totalmente, existe forca armada suficiente para mandar o Ossufo Momade para casca da rolha, para a FRELIMO ter a RENAMO desorganizada constitue mais uma oportunidade para perpetuar os roubos dos USD a vontade estuprando as espectativas do povo e atirando o sonho de um povo para o inferno. Kota Moises que vamos fazer nos? Khanga Hanha Muzai
Hoi Moçambique Bom dia Kota Moises Um velho ditado africano diz que o macaco quando não sabe dançar acusa o chão de estar torto, percebes Kota Moises, estes bandidos de mente armada de “cocô”, Ossufo Momade, Andre Madgibire e o Louco Manteiga, certamente já sentaram e dividiram o bolo, a forma como procuram vilipendiar os outros da família renamo passa a impressão de que não querem mais ninguém perto do bolo se não as fatias não irão chegar para todos, sim Kota Moises, estes fulanos agem de um jeito que levanta suspeitas serias. Ora veja-se os primeiros pronunciamentos do General Nhongo, dando conta de outros 3 altos oficiais da RENAMO tinham desaparecido do Estado Maior General e que teriam sidos mortos pelo Ossufo Momade, o General Nhongo, fez questão de exteriorizar a razão do descontentamento, nesta situação a Renamo Liderança, não manifestou em algum momento se quer vontade de Dialogar com seus pares e correligionários, pelo contrários o José Manteiga veio a ribalta insultar os Comandos da Renamo de uma forma despida de qualquer traço de respeito “ Chamou-os Desertores”, não tardou muito que o André Madgibiri viesse agravar a situação aos já chamados desertores dizendo que se estão descontentes que formem o seu próprio partido. A única pessoa que se expressou com razão/juízo e discernimento foi a irreverente Ivone Suares, esta disse, não existem desertores num processo democrático e natural existirem divergências sobre vários assuntos do partido, necessário e as partes aproximarem e dialogarem para sanarem as diferenças e continuarem a remarem o barco juntos, agora, quando damos conta de que neste momento já são contabilizados cerca de 450 homens da Renamo que não se identificam com a figura mor da RENAMO Ossufo Momade, eu, faco aquelas continhas burras. -Em cabo Delgado para o país começar a dançar Balé & Mapiko ao sabor das balas não foram precisas 100 pessoas não, o primeiro ataque foi consumado por um punhado de jovens sem preparo a altura dos homens da RENAMO, mas, lograram ter sucesso na investida realizada, moçambicanos espero que estejam a fazer a mesma leitura que eu, os 250 homens de Inhambane- Funhalouro + os ~ 150 do General Nhongo perfazem cerca de 450 homens, este numero de homens e o que a RENAMO esta mandar embora? Serão 450 homens tao descartáveis assim mesmo? -Não será esta forma de perpetuar guerras em Moçambique? -Não foi esta a falta de sensibilidade da FRELIMO que deu origem a RENAMO? -Não vê a RENAMO que fragmentar-se nesta altura do campeonato, ela iguala-se a um precoce projecto de suicídio? -Que dificuldades tem o conselheiro do Ossufo o Sr. Venâncio Mondlane de informar ao seu chefe que está a distribuir prendas da sua imensa ignorância? -Esses conselheiros aconselham o quê? -Será que ainda continua aquela loucura da RENAMO, lá de dentro só fala o chefe? -Afinal quais são as pecas importantes neste jogo de xadrez são os almoçam todos os dias aqui no Piripiri, Bistro, ELgrego, Thai-Restaurante, Bom garfo, Sheik,…etc.? ou são aqueles que garantem que estes continuem a comer bem e do melhor? -Não seria de todo justo que os primeiros protegidos fossem as pessoas que estão no mato, poios estes consentem sacrifícios incomparáveis com outros membros da RENAMO? Alguém de dentro da RENAMO tem de por um ponto e basta nisto porque adivinho que o passo certo a seguir será o sistema mata-mata, única via que os políticos usam para se livrarem da concorrência leal, e aí não encontraremos diferenças entre os genocidários da FRELIMO e os da REANAMO, não valendo pena expectar futuro melhor algum tendo estes esquizofrénicos na liderança de seus partidos. RENAMO, RENAMO esta a brincar com fogo e ou a cutucar a ferra com varra curta Khanga Hanha Muzai
Hoi Moçambique Boa tarde Kota Moises Com as palavras abaixo o Kota Moises faz um retrato fiel a aquilo que eu chamo de fantochada a guerra de Cabo Delgado não tem uma génese logica, não se enquadra em muitos dos cenários que são aventados pelos REIS do mal, de tal maneira que o que comandante Geral da Policia diz difere do o Ministro da Defesa diz, quando o presidente da Republica entra na dança as coisas pioram, ficam mais complicado ainda quando os académicos trazem seus estudos feitos a distancia, a única logica assenta numa DESORGANIZCAO organizada, metodologia FRELEMISTA desde 1975, alguém está engendrar uma retaguarda segura provocando esta guerrinha que esta matar meus irmãos. Dai que concordo com a avaliação/juízo que o Kota Moises faz. Abracos meu Embondeiro Khanga Hanha Muzai NB: perdoe-me sempre que não conseguir responder atempadamente por favor.
Hoi Moçambique Esse de Momade parece que está a leste do que é fazer politica, esta desgraça dos moçambicanos de terem líderes sanguinários e inconsequentes que lideram organizações sem obedecer regras e normas estatuídas faz com que tenhamos que aturar este tipo de malucos, este fulano em nenhum momento se preocupou e sentar com seus e lavar a roupa sujo dentro de casa prefere vir a publico inventar diabos e diabólicos para justificar a sua incompetência mais do que provada, não consigo compreender como é que este fulano ira resolver as diferenças sem confiar em silenciar os Rangers via balas, isto porque só conversando e que se pode alcançar o entendimentos e não vilipendiando os que sentem e pensam diferente. A missa ainda vai na metade, por ora os responsáveis dos desentendimentos são diabólicos e amanha o que serão? Hoi lembrar que foram chamados desertores, hoje são diabólicos Khanga Hanha Muzai
Hoi Kota Moises Sr. Moolla Sidat Dizer mais para que? ESTES BOBOS DA RENAMO-OSSUFO MOMADE SÃO LOUCOS. NÃO TEM MELHOR COISA A FAZER DO QUE GASTAREM O SEU TEMPO NUMA CONTESTAÇÃO QUE FELIPE NYUSI E A FRELIMO JA GANHARAM. Assino em baixo sem tremer Melhore descrição que essa só na terra de são nunca. Khanga Hanha Muzai
Hoi Moçambique Um dos presentes oferecidos aos Moçambicanos durante os 44 anos da tal independência é a lista que vai abaixo, obrigado FRELIMO. Boa tarde Um Governo que Não e pelo povo é isto que os moçambicanos tem desde 2008, foram assassinados no país vizinho pela polícia local 289 moçambicanos, de acordo com a edição de 03.03.2018 do jornal sul-africano Sunday Tribune, que cita estatísticas das autoridades locais da RSA. Um governo cobarde e fraco quando e enfrentado por entidades que detém armas, um governo que é forte para roubar de forma descarada e dividir o país como de um bolo se tratasse e maltratar seus irmãos como se vivessem numa terra alugada. Um governo que não faz nada para defender seu povo, nem quando a policia moçambicana distribui balas perdidas e vitima cidadão inocentes, este Governo, não assume sua responsabilidade e muito menos responsabiliza o prevaricador. Sim, esta policia em que os comandantes são todos donos de empresas de segurança e transportam armas para cima para baixo sem controle nenhuma por que de direito, lideram guengas de traficantes e sequestradores e assassinos vulgos esquadrões de morte que actuam conforme as ordens ora ladroes, ora assassinos, ora sequestradores ora mafiosos, ora assaltantes a mão-armada e por aí em diante. Estamos em presença de um governo que se sentem bem quando seus concidadãos são brutalmente torturados e assassinados este governo não faz nada. 1- Cidadãos moçambicanos são entregues aos cães policias sul-africanos para treinar os cachorros de guerra. 2- Moçambicano amarrado ao caro e arrastado no asfalto, posteriormente assassinado nas celas da policia da RSA. 3- Cidadãos moçambicanos encontrados a caçar rinocerontes na RSA são retalhadas as faces com catana a sangue frio. 4- Cidadão moçambicano e preso em Portugal por condução ilegal uma vez que a carta de condução moçambicana não e valida em Portugal, entretanto a portuguesa e valida em Moçambique. 5- Cidadãos chineses kungu-fu-feiam/batem trabalhadores moçambicanos (situação reportada varias vezes). 6- Cidadão moçambicanos atirado de um comboio em andamento na RFA 7- Proprietários de Minas de Rubis em Cabo-Delgado com recurso a PRM torturam, assassinam, mutilam, enterram vivos, sodomizam compatriotas moçambicanos em defesa de interesses estrangeiros. 8- Cidadão moçambicano e esfaqueado no advento da xenofobia na RSA 9- Cidadão moçambicano e carbonizado no advento da xenofobia na RSA 10- Artista Moçambicano e tratada como ladra no brasil por ser negra “Lucrécia Paco” 11- Policias Moçambicanos baleados por forças sul-africanas em território nacional 12- Muitos moçambicanos desaparecem para sempre nas machambas de bóeres na RSA e o governo sabe. 13- Portugueses machambaeiros e pedreiros violentam moçambicanos e não se faz nada 14- Jornalista moçambicana barrada a entrada no aeroporto em Angola como se fosse traficante de droga. 15- Alice Mabotes destratada no aeroporto de londres revistada ate em lugares improváveis. 16- Policia moçambicano leva porrada com cidadão chines em Maputo 17- Um moçambicano, de nome Justice Malati, foi encontrado morto na cela de uma esquadra da Policia de Daveyton 18- Seis polícias sul-africanos começam hoje a ser julgados no Tribunal Supremo de Pretória por terem utilizado três imigrantes ilegais moçambicanos para treino dos seus cães. 19- Governo sul-africano recambia e expatria moçambicanos ilegais, estes contam de que foram sujeitos a sevicias e a perda dos seus bens e a posterior despejados que nem tomate podre. 20- Cerca de mil moçambicanos foram detidos na África do Sul e vão ser deportados, numa operação de “caça ao imigrante ilegal” e que apanhou o Governo de Moçambique de surpresa 21- comunicação social, na África do Sul, denunciarem maus tratos contra imigrantes, incluindo moçambicanos que atravessam as fronteiras sul-africanas a busca de emprego. 22- O cidadão moçambicano, Constantino Maurício Mucongue, 36 anos, baleado, em Mbuzini, por um membro das forcas militares sul-africanas de guarda-fronteira, foi a enterrar, hoje, 18, em Namaacha, perto da fronteira com África do Sul. Khanga Hanha Muzai NB: O Governo ainda não fez nada para fazer respeitar a nacionalidade moçambicana e nem se quer esta querendo fazer a única coisa que sabem fazer todos eles é ROUBAR só.
Hoi Moçambique Boa tarde Olha cota Gil a cor vermelha esta associada a violência, sangue, raiva, assassinatos, odio, e a magia negra, a FRELIMO revê-se nestes significados todos de tal sorte que orienta seus súbditos para uniformizarem-se com a cor do sangue derramam todos os dias num total descaso desde Cabo-Delgado ate Maputo. Isto só se assiste no circulo de palhaços Khanga Hanha Muzai
Cota Moises Boa tarde Moçambique Irmãos, para mim está claro que a Alshabaab do Norte de Moçambique é obra exclusiva da FRELIMO, nada justifica a indiferença manifestada pelo Governo do dia a quando da chamada de atenção dos religiosos de Cabo-Delgado, na altura se tivesse procurado pelo menos investigar de forma superficial teriamk dado conta de que o assunto era serio, mas, em contra partida eles simplesmente ignoraram a verdade ainda fresca, uma pergunta não se cala “porquê?”, eu adianto a resposta: Tivemos por duas vezes historias de camiões transportando armamento e que foram interpelados pelas autoridades, se a memoria não me engana um dos camiões a caminho de cabo delgado foi detido em Nampula na altura as armas todas novas foram identificadas como pertença de um entidade que ia oferecer segurança marítima ou qualquer coisa assim, mas, houve uma segunda vez em que outro camião foi interpelado cheio de armamento, tanto num como noutro caso as autoridades não lograram trazer a luz do dia a verdade da movimentação desse armamento, porem, evidenciou-se que as armas estavam a circular fora do circuito oficial a semelhança dos carros de assalto que vindos de RSA entraram no território nacional sem se saber ao certo para onde iam. O Khanga Hanha Muzai, questiona os empregados do povo, “afinal o que se passou?”, respondam por favor, eu suspeito que resposta nuca vira a tona porque nesta historia tem gato preto mano, e bota gato preto nisso. A FRELIMO tem uma génese problemática/conflituosa, o facto de a FRELIMO derivar da associação de diferentes movimentos, abre espaço para que dentro dela tenha linhas ideológicas divergentes dai que não sendo satisfeitas as crenças ideológicas e matérias de qualquer um dos segmentos unidos na FRELIMO possa dar origem a fenómenos desse género, sei e bem que nunca houve harmonia na FRELIMO, esta conseguiu fazer imperar a disciplina do medo e do mata-mata que fez com que muitas sensibilidades não exteriorizassem seus sentimentos esperando pela oportunidade de fazer acontecer se der para tal, pode não ter sido possível naquela altura Samoriana, mas, com passar do tempo Guebuza e Nyusi encarregaram-se de abrir fissuras internas que catapultaram animosidades para os actuais níveis. Alshabaab do Norte de Moçambique é produto exclusivo da FRELIMO somente, não existe nenhum outro movimento que conseguiriam ombrear a RENAMO em Moçambique se não a FRELIMO na versão terrorista, especula-se que a técnica da terra queimada visa satisfazer a insaciável gula dos batuqueiros de tal sorte que expulsando os nativos nas áreas cheias de recursos diversos permitiria abocanhar sem dividir com os paupérrimos cidadãos Cabo-Delgadenses, sim, os mbavas que não são poucos pois a FRELIMO traduz-se numa associação de partidários para delinquir, as estes eu imputo todas as culpas da desgraça que se abate sobre Moçambique. Khanga Hanha Muzai
Cota Moises Boa tarde Moçambique É visível a frustração dos moçambicanos quando se fala da oposição politica neste país, a novela do Ussufo Momade, coadjuvado pelo Madgibiri e o Manteiga na RENAMO, mostra que ocorreu sim, um golpe palaciano, os argumentos esgrimidos pelos ora chamados desertores fazem todos sentido, pois, as mudanças radicais operadas na hierarquia militar RENAMO indicam que os novos timoneiros do partido fizeram um corte umbilical com os quadros antes companheiros inseparáveis do Dlakama “falecido”, estrategicamente o Elefante de Nampula “U-Momade”, não foi feliz pois seus conselheiros levaram-lhe a cometer um suicídio precoce, ele não foi suficientemente visionário para medir as alas e seus campos de forças presente nos terrenos, foi claramente acautelado a quando da sua nomeação para LIDER máximos do partido, para que não encetasse perseguições aos simpatizantes da tribo Dlakama e outros fans de mudanças Lendário General chefe das Mambas Verdes. Os cenários que escapam denunciam chagas mal saradas dentro da RENAMO, percebe-se isso pelos discursos tontos do Manteiga que mereceu uma resposta ao altura do General “desertor”, Nyungue ou Ngungue “desculpem-me para a grafia provavelmente errada deste nome”,.. que lhe disse, e bem para ficar calado a comer bem aqui em Maputo ao invés de andar a insultar os que se sacrificam de verdade, eu se fosse o tal Manteiga selava a minha boca com cola tudo, dessa maneira não cometeria erro igual em nenhuma outra circunstância, a pergunta que lhe foi endereçada ainda não teve resposta, (quem é esse Manteiga? Quando é que entrou na RENAMO?), irmãos, este questionamento atira o Manteiga para a casca da rolha. O despreparo do actual Secretario Geral da Renamo, que inicialmente deu indicações de ser um intelectual comedido enquanto negociava com Pacheco no Centro de Conferencias Joaquim Chissano, ele, era dos poucos que se comunicando com os Mídias não mostrava destempero, isso induziu muitos a conferirem-lhe o nome de negociador por excelência, mas, as clivagens internas da RENAMO que parecem ter o beneplácito dele mostram que de bom negociador não tem nada mas tem tudo de Madgibiri mesmo e nada mais. Eu que não sou politico, porem, teria logo que os primeiros sinais assomaram, procurado por a limpo todas as duvidas que os meus colegas teriam sobre o paradeiro de “A”, “B” e “C”, se necessário eu teria mandado os tidos como desaparecidos para aproximarem-se dos seus colegas e apaziguarem-nos, a estratégia de transferir altos oficiais tidos como pilares da Guerra pela DEMOCRACIA ao lado de Dlakama, para lugar incerto indica que algo de mau estava sendo cogitado pela actual direção Renamista, porque um homem da inteligência Renamista que lutou contra SISE-FRELIMO não é um homem com quem deve-se brincar mal, Generais com cerca de 35 anos de arma em punho não podem ser levados de animo leve e tratados como desertores não, precisa-se ter muita cautela pois esses foram os verdadeiros fazedores da Guerra. Ao que tudo indica existem sim decisões tomadas pelo “Elefante”, que não constam das pré-negociações que estavam a ser lideradas pelo FALECIDO, por isso foi tao importante para o Elefante, expurgar todos fies simpatizantes do Dlakama por serem conhecedores dos dossiers em apreços nas negociações, estes iriam infalivelmente interferir na tomada de decisões de tal modo que a única maneira de conduzir as actuais negociações com total liberdade imperava que afastasse aqueles que seriam definitivamente incómodos, dai o desaparecimento repentino dos 3 altos oficiais da RENAMO para 3 diferentes BASES militares (separar para reinar), haverá duvidas? Cota Moises, esses tipos estão a brincar com fogo, eu sei e não duvido que se o RENAMO se fragmentar a cobra vai fumar Bangui acredite meu COTA, este país não vai ser diferente da terra do Kabilá lá no Zaire que mais de 50 movimentos armados cada um com seu respectivo território e se chegarmos a esse nível Moçambique vai ser declarado um ESTADO FALHADO pois por soma teremos Alshabaab no norte, discedentes da RENAMO no centro e estes com capacidade de desestabilizar o pais ao nível do sul e centro, logo colapsaremos e o sonho de Nação vai desvanecer possivelmente o desenho da divisão do país vai ter de ser tomado em linha de conta para minorar o derrocada de um POVO. Vontade de dizer mais existe, porem, vou me resguardar na minha vergonha de ser moçambicano e esperar para ver. Aquele abraço Extensivos cumprimentos aos meus guias da razão Khanga Hanha Muzai
Hoi Moçambique Boa tarde compatriotas Kikirikóóóóó, Kikirikóóóóó, meu povo amanheceu faz muito tempo, espero que estejamos de acordo se considerarmos que a nossa primeira madrugada como um povo que tem uma nacionalidade teve lugar em 1975 as 0horas e 1 segundo dia 25 de junho, nesse dia os moçambicanos experimentaram a primeira madrugada de um povo que então achava que estava livre do mal, da colonização, da humilhação, da ignorância, da opressão, da incúria, do nepotismo, da tortura física e psicológica, da descriminação, do desterro involuntário. Por essas alturas o sorriso de moçambicanos ia de orelha a orelha, todos brilhávamos e eramos alegres de alma e coração, sim, a sensação eufórica da liberdade embaciou as mentes de todos que negligenciamos a necessidade parar o comboio do MAL-FRELIMO antes de implementar as insanidades comunistas falsas que tatuaram dolorosamente a alma coletiva do povo moçambicano. Em 76/77 +/- alguns moçambicanos despertaram da droga vinda de Moscovo-Nanxingueia, e procuraram respostas juntos das chefias, sabe-se que quem ousou nessa altura deu-se mal pois foi parar a Xefina e ou desapareceu definitivamente do espaço físico moçambicano, sim, porem, os que lograram escapulirem das amarras do COLONO preto enveredaram por uma rebelião armada patrocinada ou não pelos descontentes tugas ora fugidos de Moçambique e ou expulsos de cá, anda tiveram algum apoio Bóer tanto da Rodésia do Iam Smith assim como da RSA do Peter Botha, ate os meios justificaram os fins, eu não julgo a mão que ajudou e nem quero saber porque a mão ajudou, sei sim que por via dessa ajuda a FRELIMO foi disciplinada e ficou alinhada a vontade popular de acomodar a DEMOCRACIA neste pais, por essa razão a estes moçambicanos que não aceitaram nunca subjugarem-se à FRELIMO devemos sim dizer obrigado. Mas…. Se desse grupo de Homens surge um Ossufu Momade que seis meses depois de ser eleito presidente da RENAMO já mata seus companheiros por divergência de ideias então estamos em presença de um potencial DITADOR que em nome da DEMOCRACIA pretende alcançar o poder para fazer exatamente mesma coisa que o Mandevo-MAgarrilla e sua turma fizeram, isso entristece-me e sugere que eu me abstenha de tentar ser um individuo politicamente pensante pois agora estou encurralado pelo triangulo da Desgraça se não vejamos na casa do batuque e da maçaroca ficou claro que o único objetivo dos detém o poder e ROUBAR sem vergonha alguma, alias, isso já não pode chamar roubar essa gente só leva e usa ao seu bel prazer o que é nosso moçambicanos, constatado isso estes deixaram de ser a opção politica para o povo. Na sequencia dessa realidade naturalmente que o povo olha para os lados e adota um provável salvador no caso vertente a RENAMO, porem esta aparentemente não se apercebeu de que desta feita era chegado momento para destronar o ladrão veterano de moçambique que se chama FRELIMO, mas, para o espanto de todos nós no ano crucial “o das eleições”, no qual todos argumentos políticos foram servidos de bandeja para a RENAMO ximbar mal a FRELIMO, assistimos uma conversa de surdos na RENAMO primeiro com a historia de praticas democráticas coxas-falsas que deram origem a fragmentação da RENAMO em SOFALA particularmente na BEIRA (primeiro mau sinal), trazendo para fora de casa a sujeira interna que pintou muito mal a imagem da RENAMO junto do povo, mas, ainda assim, alguma esperança jazia nos coraco9es do povo que para se acalmar, dizia casa sem barulho só existe no Cemitério “pois os mortos não discutem”, onde vivem homens o barulho é parte integrante da vida destes, porem, sempre certos de que este barulho não pode ser perpetuo. Agora a RENAMO traz a ribalta o gosto pelo insucesso, encarna o espirito das derrotas e pelos últimos eventos também emita o seu adversário ignóbil “FRELIMO”, nas praticas de atos desumanos tais como assassinatos, sabíamos que esta era a marca da “FRELIMO”, mas, hoje conferimos que este é o “modo operandos”, de todos os que detém armas! Assim sendo também sou impelido a descartar esta alternativa chamada RENAMO, pois a bom porto não me levará, não consegue manter no mesmo barco a equipe original e descarta camaradas de primeira linha em troca de quê, não sei ainda, mas, regra geral a FRELIMO não se importa de dormir com o DIABO se deste poder tirar dividendos suspeito que o tal presidente da RENAMO esteve “On Sale”, debaixo da sombra e a FRELIMO deve ter feito ofertas irrecusáveis por isso hoje o tal presidente e mais importante que a RENAMO, ele apresenta-se desposto a jogar tudo fora só porque já saboreia o pitéu. O MDM que a prior se apresentou como um partido despido de maculas sangrentas em virtude de ter uma origem não belicista/guerrilheira e os seus representantes politico deterem um capital ideológico genético uma vez serem descendentes de um Gigante da Revolução pro independência moçambicana, este especto sugeria que conhecendo a génese maléfica da FRELIMO eles “MDM”, pautariam por uma via verdadeiramente democrática como o próprio nome do partido reclama, mas, como não temos uma sem um senão, não tardou que aveia tribal assomasse para altura estratosféricas atirando chão abaixo ate então toda esperança que estava sendo depositada neste novo e aparentemente partido sério. Agora, para o meu total desespero assisto ao que parece ser o conclui do (Diabo com Satanás), eis que a oposição começa a colapsar nos momentos derradeiros da sua própria afirmação politica “Eleições Gerais”, o colapso se apresenta como um ataque de Ébola em que todos eles os oponente dos batoteiro e batuqueiro entram em conflito consigo mesmos vivenciando guerras intestinais graves e desestruturando-se como se de facto estivessem contaminados pela terrível doença aliás ao que tudo os vírus atacantes não podem ser de uma única estirpe pois os sintomas visíveis mostram que as patologias debilitantes de que padecem são múltiplas incluindo ébola que uma doença mortal. Vistas as coisas desta forma, analisadas por leigo em matéria politica, este, conclui sem cerimonia que o povo moçambicano esta tramado pois no horizonte imediato não se vislumbra um futuro melhor não, o que permite dizer que mais vez a FRELIMO vai ganhar estas eleições facilitada pela própria oposição que sempre perde o norte quando esta na iminência de cortar a meta, dá para perguntar o que é que a FRELIMO estará semeando dentro deste partidos para que funcionem tao mal, e tenham uma visão tao curta como esta que nos dão a assistir????????????????????????????????. Um amigo meio maluco chamado “Lhambanha” costuma dizer que se destrói melhor o inimigo de dentro para fora do que de fora para dentro, geralmente o ataque interno não dá tempo para autodefesa e muito menos para prever de onde virá a seguinte investida, agora um ataque esterno oferece todas as condições para seres resiliente e podes ate estar à altura de repelir as investidas externas desde que mantenhas atento. Eu não tenho como deixar de ser moçambicano, mas confesso que dia pós dia as minhas decepções começam a ser desmedidas de tal forma que reformar a mente e quase um convite irresistível. Abraços. Extensivos abraços aos grandes escribas da casa com quem não interajo faz tempo, saiba-se, a ausência não é voluntaria, outros imperativos limitam-me, mas, bate cá uma saudade de ler e reler as explanações e reflecções ricas de análises profundas por vezes meros desabafos como e o meu caso. Reverencias aos Senhores Gil; Kota Moises; Umbhalane, JJLaboret; Frank; Moola; Matolinha o desaparecido e muitos outros grandes homens de coração aberto que enchem as nossas mentes com saberes e vivencias interessantes, vai o meu apreço e respetivos abraços. Khanga Hanha Muzai
IDAI –trouxe a desgraça sobre os desgraçados e empobrecidos propositadamente pelo Governo. Paras os meus irmãos, pais, irmãs, sobrinhos, avôs, cunhados, primos/as, vizinhos, amigos, conterrâneos nacionais, estrangeiros residentes nas zonas afetadas pelo ciclone IDAI, recebam as minhas sentidas condolências pelas perdas das vidas humanas e também bens materiais, faço votos de que a onde ela não existe encontrem forças e alento para se reerguerem certos de o amanhã será melhor que hoje, para o Governo de ladrões e os oportunistas de ocasião pedir para não roubarem os donativos destinados aos desafortunados e sofredores que definham com falta de tudo, lembrem-se que são vossos semelhantes merecem consideração e é obrigação nossa mostrar-mos o humanismo típico dos moçambicanos. Hoi Meu Mozambique Bom dia RENAMO navega em Banho Maria, a pressa de estar incluída na divisão do bolo deixou a RENAMO nua a tal ponto em que o povo já se apercebeu e comenta por ai fora de que não tem alternativa pois o que está a acontecer neste momento mostra uma RENAMO a leste do esforço da conquista do poder, são varias as garfes que a FRELIMO está a cometer, porem, a RENAMO e nenhuma outra oposição partidária está capitalizar essas garfes para constituírem-se como armas de arremesso da oposição, estão hoje a digladiarem-se com coisas de só menor importância como é o caso dos DELEGADS políticos, o que só concorre para chamuscar a imagem já sem muito brilho da RENAMO fenómeno que tomou lugar desde a morte do Vitalício Presidente da RENAMO, Sr. Dlakama “o Lendário General”. Moçambique vamos lá falar…. A RENAMO, esta claramente negociar de forma negligente o pacote da “PAZ” em quase todos os aspetos o pior deles jaz no aceitar a criação de governos províncias sem poder efetivo pois a FRELIMO faz tudo ao seu alcance para manter o aparato de controle o repreensão intacto desta forma teremos muitos governos provinciais meramente cosméticos, e Secretários de Estado Provinciais actuando como verdadeiros governadores, o MDM segundo consta vai rastejando pelos corredores tentando manter definitivamente o poder na BEIRA, pelos vistos Moçambique para o MDM circunscreve-se a região da BEIRA. Dada esta realidade incontornável o que resta para o POVO? Conferimos que a maior preocupação dos que seriam tomados como prováveis boias de salvação do povo é exatamente fazer o mesmo que a FRELIMO, resta agora colocar na balança para escolher entre a caca de e porcos e a caca de porcos. A afirmação acima consubstancia-se no facto de todos os partidos da oposição sem excluir o partido dos cleptomaníacos inveterados, primam por propalar praticas democrática, por vangloriando-se como sendo pais da Democracia como é o caso da FRELIMO & RENAMO, quando cheios de gases vem a publico bufar/peidar e intoxicar a atmosfera com puros vómitos regurgitados como temperos adicionais das suas mentiras infindáveis. Como podemos ser governados num ambiente democrático se os fazedores de politica não são democráticos? Como podemos ser governando num ambiente democrático se todos eles praticam o nepotismo? Como podemos ser governados com justiça cega e igual para todos, se hoje sem o poder absoluto os Partidos já violam as leis vigentes? Como podemos confiar em partidos que se mutilam, assassinam-se, apresentam-se sem coerência ideológica, sem politicas claras dos seus objetivos para com a nação, que apresentam comportamentos bandidos iguais aos que assistimos na Beira? Como podemos encontrar alternativa politica quando o que nos preocupa só é mencionado nos discursos políticos, mas não existe plano algum de transformar palavras em atos concretos? Porque a Renamo e outras forças vivas não se apercebem que o problema não é se quer a FRELIMO, mas cerca de 45 mafiosos vindos da Naxingueia que estão a enterrar o povo como se de lixo se tratasse? Quem vai mudar isto e como mudará estes problemas que grassam a nação: 1-Corrupção generalizada e enraizada em todas as instituições do estado e no circuito formal e informal de negócios? 2-Médicos sem deontologia, ética e nem vocação para prestarem serviços de medicina nem para cães, nos hospitais escondem-se em gabinetes ficam a assistir novelas enquanto pacientes morrem por negligencia? 3-Professores que não vão a escola dar aulas, mas sim identificar os alunos que aparentem ter posses para psicologicamente torturar as crianças ate estas começarem a trazer lanche para o professor e de seguida valores e bens garantido assim a passagem de classe, sem conhecimentos básicos do nível respetivo a idade do educando? 4-Policia que se associa aos ladroes e cooperam estes como se de uma holding se tratasse? 5-Da Secreta nacional “garante da inviolabilidade de Moçambique”, está totalmente corrompida, corroída, destituída de engenho e capacidade para produzir “inteligência” que assegure uma tomada de decisões acautelada em prol do interesse nacional, hoje a Secreta e mais um antro de ladroes que se escondem atras de todo secretismo para espoliar a nação de conluio com as mais altas autoridades da nação. 6-Ministérios como os de Interior, Defesa, Obras púbica, Agricultura, Educação, Ciência e Tecnologia, Acão social, Comercio & Industria, Minas só existem para dilapidar o erário publico sem trazer benefícios nenhuns para o povo. 7-Transportes o futuro promete que sejamos transportados em camiões basculantes, quem vai socorrer o povo? Família, sei que o meu Guerreiro Humbalane não gosta de uma abordagem que traz uma imagem débil da RENAMO, porem, factos provam de que ao invés de a RENAMO ir granjeando simpatias ela está sim a desgastar-se, lembrar que a maquina propagandística da FRELIMO tem arregimentado a TVM, MIRAMAR, Rádios comunitárias, Jornal Noticias, Domingo, a STV balança com tendências claras de lamber a FRELIMO e ainda temos outro Mídias que não se coibirão em ser servis ao partido no poder a soldo, pois, este tem poder financeiro provindo da associação mafiosa de que fazem parte que inclui os barrões de drogas, os ladrões do erário publico, se quiserem perguntem a Taibo ela falar-vos-á de como o esquema funciona, Munguanbe também era capaz de vos falar de como as coisas funcionam, então, tendo um oponente com tal pujança financeira e ainda 47 anos experiencia de manutenção do poder a força, deve-se ter cuidado e reunir todas as ferramentas possíveis incluindo buscar os donos do dinheiro para darem uma lufada de recursos, claro sem hipotecarem o pais e nem o seu povo, a preparação da oposição inicia já tarde enquanto que a FREILIMO nunca parou a começar pela indicação do ano 2019 como ano “Mondlane”, o que permite que toda hora oiça-se na radio cancões revolucionaria tais como “FRELIMO AHINA MICHU”, o resto já sabem nê? O meu desespero neste momento e exatamente perceber que a FRELIMO vai mais uma vez concorrer nos mesmo moldes que os anteriores pleitos, e ao que tudo indica o filme vai-se repetir, teremos aqui ao manguços a andarem a cavalo coroado com a famosa frase de que a FRELIMO e que FEZ, FAZ e continuará a FAZER. Hei-pá, isto já não esta a dar, quando o povo fala dizem que tem ma fé, mal-intencionado, quem diz isso é o empregado numero 1 do povo, esse mesmo empregado enche a boca para dizer ao povo ir recensear afim de votar, esquece que a processo de votação também e uma forma de falar e de fazer as coisas mudarem, então porque rotular o exercício da democracia como um acto de ma fé? Ate vocês continuarão a ter coragem de nos estupidificar-nos A terra nos espera como ultima morada, mas, enquanto sobre este chão andar-mos vocês irão nos ouvir possivelmente nos matarão já que isso sabem fazer bem sem falha alguma. Khanga Hanha Muzai
Hoi Dr. Moises Boa tarde, BHAYÉÉÉTÊ Kota Moises Esta manhã acedi ao Blog Mácua – Moçambique para todos, fiquei vaidoso com os elogios, o meu peito ficou inchado e semelhante ao de Garacunha-Peru, pois de tão inchado já não tinha como esconder a alegria que de mim transbordava, mas, de seguida cai na real e o meu peito vazou estando agora normal, Dr. Moises, julgo que temos aqui presentes grandes poetas dentre os quais não excluo o Senhor pelas provas dadas da sua veia de escriba. Dr. Moises, todos gostamos de tal trato pois transparece que não estamos só neste mundo e que outros humanos comungam dos nossos sentimentos frustrações, infortúnios, alegrias, azares, bênçãos….etc., mas….. Poeta é um adjetivo dirigido a pessoas com “P” gigante, pessoas que escrevem tendo o saber aguçado de manipular a palavra de forma erudita, eu estou longe desse nível meu ilustre professor, procuro estar atento a vossa forma de exteriorizar pensamentos e sentimentos e por via tento imitar-vos humildemente certo de que não rocarei os vossos tornozelos, mas aproximar-me-ei as vossas sombras gigantes acre, dite Dr. Moises, sou muito pequeno perante vossa grandeza e sou de facto. Mas confesso que fiquei bastante lisonjeado com as suas sabias palavra, semente senti que o retrato fora esboçado pelo Miguel Anjo-guru das artes, entretanto suas palavras são também um estimulo humilde para nós vossos putos ainda trilhando o caminho que nos levará a consciência livre das amarras dos nossos carrascos FRELIMO-RENAMO. Khanga Hanha Muzai
Eu Moçambique vos anuncio a boa Nova Farto de estrebuchar dentro das entranhas do mal, vingo a minha dor fazendo soar as trombetas da minha alma na mãe AFRICA, vi, ouvi e disse inúmeras vezes basta de regar meu ventre com sangue dos meus filhos. Eu Moçambique vos anuncio a Boa Nova Cansado de ver a obscura alma dos pecadores políticos vingo-me nestas palavras avisando que se não me ouviste dizer basta é porque o teu tempo acabou, virei colher desse jardim do inferno chamado FRELIMO ou RENAMO toda maldade que haveis provocado e com ela farei o vosso travesseiro para nem um segundo vossas consciências repousem dos pesadelos que são distribuídos como se e guloseimas se tratasse para meus filhos. Eu Moçambique vos anuncio a boa Nova Estafado de ouvir gritos dos meus bisnetos, netos, filhos, irmãos e amigos suplicando pela paz que lhes é devida por direito e pela natureza e ela nunca foi propriedade nem do Nyusi ou Ossufo muito menos de Chjpande, Guebuza, Chissano ou Marcelinos dos Santos, mesmo que a tenham sequestrado de forma vil e odiosa, não poderão retê-la pelo todo sempre não! Eu Moçambique vos anuncio a boa Nova O Susto de ver mortes provocadas pela vossa ganancia, estupidez, nepotismo, corrupção, amiguismo, clubismo, ideologias putrefactas, modelos de governação fantasiosos despidos de fundamentos realistas, aviso-vos que não terei complacência no dia do juízo, pois, este chegará mesmo que tarde, porem, certo é de que chegará esse dia onde vossa grandeza será reduzida que nem um grão de areia, não tem que aguardar pois já estou na ponta vermelha e em Gorongosa, não haveis ouvido as serenes do AMOR chegar? Eu Moçambique vos anuncio a boa Nova Estuprado pelo esforço de parto vi-os nascer de dentro do meu ventre, banhei o solo de africa com meu sangue e enterrei os vossos umbigos-cordão umbilical nestas terras que vocês banham de sangue inocente de meus filhos. Desta feita quero vos informar que a minha memória de curta não tem nada, cada asneira, cada morte, cada desumanidade, cada roubo, cada mentira por vocês proferida está de forma indelével gravada no meu coração e vos digo farei justiça nem que a vaca tussa vocês serão julgados e condenados. Eu Moçambique vos anuncio a boa Nova Meu Sr. Presidente Nyusi, sei que você não é politico é sim um instrumentos dos políticos ladrões e mentirosos da FRELIMO, já estás de saia justa porque nas tuas costas jaz a culpa destes últimos descalabro insanos que nos vossos almanaques políticos chamam de guerra e eu Moçambique chamo de carnificina estupida e também os roubos que na hora entre a proposta de vires a ser presidente-ladrão e a proposta de respeitares a tua consciência pesou o valor do Poder, existem muitos irmãos seus que resistiriam a tal compra de consciência, de mentalidade e de honra a que foste sujeito, porem, no teu caso parece que umbigo e a estupidez pesaram mais do que deviam, o senhor perdeu a sua humanidade e agora nada te salvará do meu juízo, eu sou Moçambique você e todos foram gerados nas minhas entranhas, eu sou Moçambique lembro-vos que Chang, tem a corda no pescoço por isso alguns países já fogem do TPI o senhor não tem que ter medo o seu TPI chama-se Moçambique “sou eu”, por isso me aguarde makondinho Nyusi Gamito Presidente do Conselho constitucional Guebuza Ndmbi Changue Rosario Gamito alto funcionário do ministérios das finanças Gove Gamito Socio do escritórios de advogado gémeo acoplado a pessoa do Presidente do Conselho Constitucional Macucau Galiza Talapa Ossufo e seus correligionários todos tem culpa no cartório Eu Moçambique vos anuncio a boa Nova Eu Moçambique vos conheço muito bem cada um de você, ouvi o vosso primeiro choro, acolhi o vosso primeiro coco e do meu mamilo se alimentaram com o milagre chamado leite materno, sobre mim deleitaram-se entre brincadeiras e escolinhas quando ainda era inocentes hoje eu Moçambique vos anuncio a boa nova cobrarei legalmente tudo de mal que me fizeram e ainda fazem, será num julgamento não politico mas sim de pura justiça vocês fizeram e ainda fazem muito mal aos meus filhos moçambicanos, por vossa causa crianças ficaram sem medicamentos, sem pão, sem roupa, sem escola, sem transporte e muitos chefes de família foram para o desemprego por vossa causa votando assim milhares famílias moçambicanas a desgraça que eu Moçambique me tinha proposto a negar a sina da pobreza, reservei para os meus filhos muito Ouro, Gás, Petróleo, Diamantes, ferro, grafite, mármore, areias pesadas, Rubis, turmalinas. Esmeraldas, Rios e Mares fartos de vida aquática, terras imensas e produtivas, gente naturalmente inteligente, e oque vocês fizeram? Eu Moçambique vos anuncio a boa Nova Guerras e mais guerras, semearam a desgraça para meus filhos ensinaram filhos a matarem os pais e irmãos, ensinaram as crianças a fazer sexo com 5 anos ao invés de irem a escola estudarem, ensinaram crianças a fumarem canábis sativa, criaram barrigas de aluguer para transportar drogas para o Brasil e Filipinas, ensinaram as crianças a pernoitarem nas ruas vendendo seus corpos rapazes e raparigas, ensinaram o business e corrupção aos meus filhos, ensinaram os assassinatos, ensinaram créditos escondidos pura ladroagem sim, eu Moçambique sei de tudo por isso vos julgarei sem piedade e nem dó. Lembro-me do primeiro fuzilamento e lembrar-me-ei da ultima morte por você causada e por cada uma delas vocês pagarão a vossas penas não serão as de 25 anos não, vocês terão a Pena Perpetua, porque eu não farei o mesmo que você não me tornarei assassino nunca, mas, vos excluirei da sociedade por serem nocivos em todos aspectos, irão viver a onde os colchoes são feitos de pregos dormirão como os faquires o fazem, as vossas cadeiras serão de granadas armadilhadas, a vossa sala de estar será o próprio inferno onde reside a vossa verdadeira espécie, vocês provarão do próprio veneno seus jagunços fingindo que são políticos Me aguardem Eu sou Moçambique.. Khanga Hanha Muzai
Hoi meu povo Extensivos cumprimentos aos assíduos escribas da casa sem exclusão de ninguém, família, hoje me ocorre escrever para criticar este governo insensível e fala barato, isto porque o conflito vigente em Cabo Delgado na região da Mocímboa da Praia e zonas circunvizinhas chacina moçambicanos desde 2017, e o governo assim que nem um bêbado vai cambaleando para aqui, para cá, lá, e acolá dizendo asneiras de toda ordem, no entanto nunca foi de lamentar profundamente as mortes que agora somam cerca de 200 mortes, o governo não foi capaz de trazer soluções ou estratégia de ação que suprimisse as atividades dos insurgentes e ou aquietasse a atividade destes naquela zona. Ficou para mim mais uma vez provado de que este governo não é dos moçambicanos para os moçambicanos não, este governo esta ao serviço da nova ordem mundial liderado pelo Donald Trump e do respetivo capital, eu me explico família. Recebemos com uma regularidade assustadora informações sobre assassinatos dos nossos irmãos na Província de Cabo Delgado- Mocímboa da Praia com requinte de desumanidade sem igual, o governo sempre se furtou a responsabilidade de vir ao publico informar ao povo/patrão sobre os eventos que tem tido lugar naquela parcela do país, quando o faz manda um porta voz de meia tigela preocupado com discursos politicamente corretos e com fazer uma boa figura/foto para o chefe lhe afagar as costas e desta forma cheia de desprezo é que o Governo serve ao seu patrão/povo, mas, quando se mexe na património e ou nas pessoas ao serviço do Tio Sam, dos States, todo governo corre para comunicar a desgraça e anunciar contra medidas isto porque foi atacada uma coluna automóvel da Anadarko (empresa americana), houve feridos e mortos para alem do património da empresa tuga também ter sido queimado isto porque vinha na mesma carava. Cidadãos de Moçambique, o Presidente da Republica, Ministro da Defesa, Ministro do Interior, Comandante Geral da Policia, apareceram para dar cara e “esclarecer” o que aconteceu e prometer contramedidas para estancar o mal, mostraram jovem recém graduados na ACIPOL, a pergunta que não quer calar é a seguinte. Quando morrem os moçambicanos, o Sr. Presidente Nyusi não sente que morreu gente/humanos? Pois não aparece ter consideração com os seus patrões, muitas vezes mostra-nos uma total indiferença quando nós sofremos e morremos. Noticiado no jornal a Verdade (O Governo que não se manifesta quando o povo é atacado e degolado em Cabo Delgado foi apressado a protestar após o primeiro ataque a um dos projetos de exploração de gás natural no Norte de Moçambique, “vai empenhar um conjunto de unidades especiais das Forças de Defesa e Segurança para garantir a proteção de todos os acampamentos e locais de trabalho das empresas petrolíferas e conexas” afirmou o ministro do Interior). fim de citação Porque é que agora assistimos esta azafama toda? Será que o ataque a propriedade americana despertou o vosso medo servil? Tem medo de não apanharem o bolo? Não seria possível vocês empregados do povo prestarem a devida proteção ao povo sem que para tal o povo tenha que depender dos americanos? I.E., só temos proteção quando os americanos são atacados? Nem com o advento das eleições a FRELIMO/GOVERNO nunca mostrou receio de ignorar o povo, agora os americanos ameaçam parar com os trabalhos por falta de segurança, todo o exercito moçambicano será enviado para as empresas, e nas aldeias e vilas quem estará la para defender o povo? Meu povo, ajudem-me a compreender estes hipócritas por favor Khanga Hanha Muzai
Hoi Moçambique Boa tarde Meu povo, triste são as imagens daquele que foi um maiores Hospitais da região, estive na ilha visitei o hospital e fiquei horrorizado, no entanto, ocorre-me aconselhar o meu povo não achar que somente aquele hospital é que foi vandalizado pelos FRELIMOS, mesmo o HCM aqui em Maputo tem dentro do seu espaço muitos edifícios funcionais, porém abandonados para que possam envelhecer rapidamente e tornarem inúteis e ou impróprios para serviços de saúde, com estes estratagema eles irão pedir doações para construção de novas unidade de serviços de saúde, aconselho a irem visitar o Hospital Central de Maputo irão dar conta que alguns edifícios já estão iguais a esse hospital da Ilha de Moçambique. Na verdade, o que esta acontecer resulta de um plano meticuloso para destruir o património publico e criar condições para que novos projetos ganhem espaço e depois disso já sabem, não é? As boladas nos concursos públicos e de seguida a divisão das comissões, assim é e assim continuara. A reabilitação daquele hospital hoje custa 2 vezes mais que a construção de um hospital de raiz, o que vai ser orçamentado será o equivalente a construção de 3 hospitais, mas obra que vai ser implantada será equivalente ao um centro de saúde tipo 2, Moçambique vai sendo enterrado desta forma por estes cleptomaníaco insaciáveis. Mais estranho ainda e o facto de encherem a boca para dizer que Moçambique tem quadros a altura dos desafios desta nação, eu, duvido e de que maneiras, este governo do dia tem tudo menos bons gestores da coisa publica. Efim este e o meu país entregue a javalis. Khanga Hanha Muzai
Hoi Moçambique FILIPE NYUSI, UM ALVO A ABATER Tal situação não seria um descalabro, pois, ele lidera uma guenga de assassinos que ainda estão de serviço, pelo quem mata tem dever de morrer também, pelo menos na lei de Moisés assim era “olho por olho e ou dente por dente. Eu não estou dizendo que lhe devem matar, entenda-se, mas, se tal acontecesse seria natural num regime como o da FRELIMO onde o que é normal é exatamente matar de forma impune. Khanga Hanha Muzai